terça-feira, 2 de outubro de 2018

Resguardo: Entenda o que é e sua Importância no Pós-parto

O que é resguardo? Posso quebrar o resguardo no pós-parto? O resguardo na cesária é diferente? Saiba tudo neste post!
Será que você sabe, de fato, o que significa ficar de resguardo e, porque ele é tão importante?
Que é importante se cuidar na gestação, todo mundo sabe. E no resguardo? Será que você está pronta para levar os cuidados do pós-parto, tão a sério quanto os da gestação?

Afinal, é sempre bom lembrar de que todo o esforço e desgaste que o seu organismo sofreu, para gerar e para trazer ao mundo o seu lindo bebezinho. Logo, nada mais justo que ele precise de um tempo e de cuidados extras para se recuperar.

E não pense que todos os intensos meses de transformações no seu organismo, serão superadas em alguns poucos dias. Na verdade, o processo total de “colocar tudo de volta aos seus devidos lugares“, leva alguns meses.

Se perguntando quando será que sua barriga finalmente vai parecer de grávida? Saiba mais e tire as suas dúvidas!

O resguardo, no entanto, que é um período mais intenso de cuidados, no qual é preciso pegar leve, por assim dizer, é menor.

Os médicos consideram que leva um pouco mais de um mês para que você já possa voltar para algumas atividades comuns do dia a dia.

Isso inclui, inclusive, manter relações sexuais com o maridão. Por isso, é muito importante que, além de você, ele, sua mãe, sua sogra e quem mais estiver por perto para ajudar nas primeiras semanas pós-parto, saibam da importância do resguardo.


Portanto, bora ler essa matéria super bacana, onde eu explico melhor sobre tudo isso para você! Assim você já compartilha com todo mundo, para que todos estejam cientes de que, agora, você precisa ser tratada como rainha! ??

O que é Resguardo Pós parto?
O resguardo, puerpério, quarentena ou período de dieta, nomes pelos quais também é conhecido esse período; nada mais é do que o período de involução uterina que ocorre logo após o nascimento do bebê.

Após o nascimento do bebê e a saída da placenta, é preciso que haja um período para que o útero volte o mais próximo de sua posição.

Sim, porque demora meses para que ele volte totalmente para o seu devido lugar. Além disso, esse tempo também é necessário para que ocorra a recuperação do tecido do útero, no local da inserção placentária.

De modo geral, não há diferenças entre o resguardo para mamães que tiveram o parto normal e as que tiveram cesárea. Pois, em ambos os casos os cuidados e tempo indicados, são iguais.

Os cuidados envolvem basicamente os mesmos cuidados de qualquer outro pós-operatório. Alguns exemplos são: evitar esforços, repousar bastante, cuidar bem e higienizar bem o local da sutura, etc.

Quanto Tempo Dura o Resguardo
O período pré definido pela medicina, por assim dizer, para o resguardo, é de aproximadamente 40 dias.

Porém, pode variar um pouco para mais ou para menos, dependendo do organismo e do ritmo de recuperação de cada mulher.

Algumas mulheres podem se sentir muito bem, logo que voltarem para a casa. Com isso, pensam que já estão aptas para voltar a vida normal.

No entanto, calma aí minha amiga! É preciso sim respeitar o resguardo, por mais que você se sinta ótima.

Por outro lado, há mulheres que podem se sentir muito cansadas, doloridas e indispostas. Assim, demoram um pouco mais do que 40 dias para se sentirem realmente bem.

Dessa forma, é sempre muito importante respeitar a particularidade de cada organismo e o ritmo de cada mulher.

Afinal, não é porque a sua sogra está dizendo que ela voltou a carpir a roça no dia seguinte após o parto, que você deve se culpar e tentar fazer o mesmo.

Esqueça! Respeite seu corpo, seu ritmo e sua saúde! Consulte o seu médico e ele te indicará se você já pode voltar AOS POUCOS para as suas atividades de rotina.

Cuidados Necessários no Período de Resguardo
Os cuidados pós-parto não se tratam de coisa de outro mundo. Inclusive, são muito parecidos com os cuidados que qualquer pessoa que tenha passado por uma cirurgia, deve ter.

Basicamente, se resumem em zelar por sua saúde e bem-estar. Mas, também, de preservar seu organismo para que ele possa se recuperar com mais tranquilidade, de todo esforço pelo qual passou recentemente.

Os cuidados necessários no resguardo pós parto são:
.Alimente-se bem e de forma equilibrada, dando preferência por refeições leves e de fácil digestão;
.Mantenha-se hidratada bebendo bastante água;
.Descanse tanto quanto possível;
.Evite esforços físicos como correr, saltar, além de erguer, puxar ou empurrar coisas pesadas;
.Observe o sangramento comum pós-parto. Ele deve diminuir de fluxo com o passar dos dias;
.Mantenha uma boa higiene do local da sutura, seja o abdômen ou o períneo;
.Use cinta modeladora, caso esteja sentindo o desconforto da sensação dos órgãos soltos dentro da barriga;
Cuidado com as pessoas terroristas!
Uma coisa que acho bem importante dizer é: embora seja sim, super importante respeitar o período do resguardo direitinho, não se trata de um período em que tudo e qualquer coisa é proibida.

Olha, no meu caso, rolou um certo terrorismo por parte da minha mãe e até da minha avó.

Sabe aqueles ditos populares bem antigos, como por exemplo, que não pode tomar leite com manga, porque morre? Então, tinha algumas coisas tipo, isso na lista de cuidados delas.

Porém, claro que eu não levei coisas muito absurdas a sério. Além do que, sempre pesquisei para me informar a respeito, e sempre procurei confirmar com meu médico o que eu podia ou não fazer.

O que não Pode Fazer no Resguardo
Embora os cuidados, de modo geral, sejam bem comuns, há algumas coisas que realmente devem ser evitadas. Pois, podem impactar na recuperação do pós-parto. São elas:

Sexo: deve ser evitado por cerca de 30 dias. Isso porque o sistema reprodutor da mulher está em recuperação, podendo ocasionar dor devido a baixa lubrificação, além de sobrecarga na região dos pontos. Além disso, existe o risco de infecção, pois, o processo de cicatrização pós-parto ainda não está finalizado.
.Caso haja dor, evite subir e descer escadas;
.Mantenha a hidratação do corpo com cremes e óleos, para evitar o surgimento de estrias.

.Dirigir: não é indicado por cerca de 30 dias. Pois, a posição ao dirigir, pode atrapalhar a cicatrização tanto do abdômen quanto do períneo.
.Esforços físicos: bem como atividades físicas, os esforços físicos não são permitidos. Por cerca de 45 dias para partos normais, e por até 3 meses para partos de cesárea.
.Carregar peso: ao menos por 30 dias deve ser evitado, a fim e evitar prejuízos para a coluna.

Quebra de Resguardo no Pós-parto
É considerado quebra de resguardo quando ocorre relação sexual durante o período do resguardo. Ou seja, antes de passar os 40 dias. Quando isso acontece, a mulher não precisa ficar desesperada, pensando que é o fim da vida.

Porém, pode ser que haja alguns efeitos colaterais, como por exemplo, dores e infecções. Por isso, caso ocorra febre, tanto no homem como na mulher, procure um médico o mais rápido possível.

Outro ponto que não deve ser descartado é que, embora seja raro, pode ocorrer gravidez se a relação foi mantida sem preservativo.

Além de manter a relação sexual, se você praticar atividades físicas ou carregar peso, por exemplo, você também pode considerar o seu resguardo quebrado.

Essas atitudes podem ocasionar problemas de saúde, como demora no processo de recuperação, inflamações e infecções na sutura, problemas na coluna e em casos mais severos, pode até romper os pontos cirúrgicos e ocasionar hemorragias.

Por isso, deixe as preocupações como voltar com a barriga de antes ou perder peso, para depois do resguardo.

O que Acontece se Quebrar o Resguardo
Se você manteve relações sexuais e não sentiu nada de diferente na hora do ato e nem alguns dias depois, significa que não aconteceu nada. Como nesse caso, o maior risco são complicações na sutura e infecções, caso não haja sintoma é porque nada ocorreu.

Por isso, fique tranquila e procure segurar a onda daqui para a frente, até que o resguardo tenha finalmente, acabado.

Porém, caso você desconfie que haja algo de errado, esteja com dor, sangramento ou com alguma sensação diferente, procure o seu médico e informe o que ocorreu. Assim, ele poderá te examinar e verificar se está tudo bem, e você ficará tranquila.

Resguardo Quebrado: Sintomas
Não há sintomas específicos para o resguardo quebrado. Pois, no caso de você ter mantido relações sexuais, por exemplo, você pode sentir dores, ocorrer sangramento ou até mesmo febre e outros sintomas de infecção.

Porém, pode ser também que não haja sintoma nenhum, devido a nada ter ocorrido em consequência da quebra do resguardo.

Da mesma forma, se você arrastou uma geladeira e acabou quebrando o resguardo, mas depois não sentiu nada de anormal, é porque está tudo bem e não há sintomas.

Mas, se você arrastou a geladeira e sentiu uma pontada no abdômen, com muita dor na região, pode ser que a quebra de resguardo ocasionou algum problema na sua cirurgia e, por isso, é preciso procurar o médico imediatamente.

Sendo assim, não há sintomas certos para a quebra de resguardo. Pois, pode ocorrer algum problema em consequência da quebra, ou não. De qualquer maneira, o melhor a fazer é se cuidar direitinho e evitar sustos, não é mesmo?!

Converse com seu marido e tenho certeza que juntos, conseguirão superar mais essa etapa!

Até porque, embora a vontade de estarem juntos possa parecer enlouquecedora, vocês tem uma bela distração agora: um lindo bebezinho que requer a atenção de vocês a todo instante! ??
Conclusão: Entendeu a Importância do Resguardo para sua Saúde?
Cuidar da saúde é sempre muito importante, se não for prioridade número um. Afinal, se não estivermos bem, não haverá condições de cuidar do bem mais precioso, que trouxemos ao mundo.

Por isso, procure sempre seguir as orientações médicas e levar a sério todas as indicações de cuidados.

Por mais que, às vezes, alguns cuidados possam até parecer bobeira ou exagero, lembre-se que os médicos sabem o que dizem. Sem contar que, quando se trata de saúde, cuidados nunca são demais.

Eu confesso que até achei que um ou outro cuidado fosse bobeira. Mas quando senti o quanto meu corpo estava cansado, após o parto, pude comprovar a necessidade de segurar a onda e dar uma trégua para o meu organismo.

Outros artigos bacanas para toda mamãe super poderosa:

.Já ouviu falar sobre nidação? Saiba do que se trata e porque é importante entender sobre ela.
.Preocupada com a amamentação? Fique tranquila e entenda que não se trata de coisa de outro mundo!
.Seu bebê chora sem parar e você já não sabe mais o que fazer? Saiba o que são as cólicas, porque ocorrem e como aliviá-las!

Acredito que alguma  mulheres podem sim se sentir mais fortes e dispostas após o parto, do que outras.

Porém, todas as vezes que eu soube de mamães que simplesmente seguiram a vida como se nada tivesse acontecido, depois do parto, eu soube que elas tiveram consequências em sua saúde, mais tarde.
Cuide-se para estar pronta para cuidar do seu bebê!
Portanto, prefiro ser adepta do ditado “prevenir é melhor do que remediar”. Até porque, eu quis muito estar a postos para cuidar do meu bebê em todo e qualquer momento que ele precisasse.

Logo, se eu estivesse com a minha saúde comprometida, eu não poderia cuidar dele tanto quanto eu queria. Então, espero que você concorde com a importância de cuidar da sua saúde e que tenha entendido tal as dicas que eu trouxe aqui!

Espero também que tenha gostado do conteúdo! Deixe seus comentários e compartilhe conosco quais são ou foram os seus cuidados no resguardo e o que você pensa sobre isso. Beijos!