sábado, 6 de outubro de 2018

Parto induzido traz sérios riscos para mãe e bebê!

Criança pode ficar com problemas respiratórios por toda a vida!

Você sabia que agendar de forma aleatória a data da cesárea pode prejudicar seriamente a gestante e o bebê?

Afinal, quando o feto manifesta que está pronto para sair do útero, ele está confirmando que já se pode alimentar fora do ventre, sendo ainda capaz de controlar a glicemia e a temperatura do seu organismo. Além disso, os seus órgãos se encontram maduros.

Porém, quando o bebê é retirado do útero de um momento para o outro, num procedimento que se prolonga ao longo de meia-hora, a sua saúde pode sofrer graves consequências.

Parto feito antes do tempo aumenta risco de problemas respiratórios
Assim que a gestante sente contrações, um hormônio é liberado – o corticoide –, bastante importante para o pulmão do feto amadurecer.

É por esse motivo que é preciso aguardar o tempo necessário até dar à luz, para diminuir as probabilidades de o bebê ter de recorrer a oxigênio artificial, o que pode originar distúrbios no sistema respiratório para os recém-nascidos prematuros.

“É PRECISO AGUARDAR O TEMPO NECESSÁRIO ATÉ DAR À LUZ, PARA DIMINUIR AS PROBABILIDADES DE O BEBÊ TER DE RECORRER A OXIGÊNIO ARTIFICIAL”

De acordo com algumas pesquisas, os bebês que nascem entre a 37ª e a 38ª semana de gravidez costumam ser internados em UTI neonatal e têm uma série de problemas de saúde: desde os distúrbios respiratórios a uma deficiência de crescimento. Além disso, existe um maior perigo de vida.

Logo, é aconselhável que o parto ocorra entre a 39ª e a 41ª semana. Essa fase final da gravidez possibilita que o feto ganhe mais peso e que o seu cérebro e pulmão amadureçam corretamente.

Grávidas podem usufruir de imensas vantagens ao entrar em trabalho de parto espontaneamente
Por outro lado, entrar em trabalho de parto de forma natural conta com uma série de vantagens para as grávidas, principalmente se for realizado um parto normal, porque há uma redução em até 6 vezes do perigo de complicações, em comparação com as cesáreas que são feitas sem indicação.

Por exemplo, as contrações de expulsão liberam a ocitocina, uma substância muito relevante para o leite descer – o que é fundamental para amamentar.

Para destacar a importância de dar à luz no momento certo, aguardando o começo do trabalho de parto, o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) lançou a campanha “Quem Espera, Espera”.


Através do site “quem espera espera”, você pode encontrar pesquisas, testemunhos de mães, dicas… Tudo para que você entenda a relevância de esperar calmamente pelo bebê e de usufruir de todas as vantagens do trabalho de parto.