sábado, 22 de setembro de 2018

Os malefícios do refrigerante para a saúde das crianças

Os malefícios do refrigerante são muitos. Mesmo assim, um em cada cinco brasileiros bebe refrigerante todos os dias. Esse é o sexto produto alimentício consumido por crianças e adolescentes entre 12 e 17 anos, ficando atrás apenas de arroz, feijão, pão, sucos e carnes. Mas o mais alarmante vem agora: 56% das crianças com menos de 1 ano bebem Coca-Cola. Muitas até na mamadeira.

Os males destas bebidas foram recentemente comprovados por um documentário intitulado Muito além do peso, da diretora Estela Rener. Ela entrevistou pais, especialistas em nutrição e psicologia, médicos da Organização Mundial da Saúde e até mesmo o chef Jamie Oliver. E todos são categóricos: dar refrigerante às crianças é uma das piores atitudes possíveis.

15 Malefícios do refrigerante
Talvez dentre os tipos da bebida, a Coca-Cola seja o mais adorado e consumido pelas pessoas. Apesar de esse tipo de produto ser uma delícia, não tem nada de saudável. O pior é que muitos pais cada vez mais estimulam o consumo dessas bebidas, principalmente da Coca-Cola, por parte das crianças. Veja abaixo 15 motivos para elas não beberem isso.

1. Sem nutrientes
A composição da Coca-Cola é basicamente açúcar, além de ela possuir uma concentração muito alta de calorias. Nada se salva nela.

2. Acaba com o apetite
A Coca-Cola suprime o apetite, o que faz com que as crianças se contentem apenas em bebê-la. Por isso é comum que elas não queiram ingerir mais nada depois, principalmente coisas saudáveis. A consequência imediata é enfraquecer o organismo.

3. Tem fósforo na composição
O fósforo está em quase todos os refrigerantes, principalmente na Coca-Cola. Esse mineral pode eliminar o cálcio presente nos ossos, o que faz com que crianças que consomem a bebida sejam propensas a sofrerem lesões ósseas.

4. Provoca cáries
Pelo açúcar e pelos ácidos, a Coca-Cola pode causar cáries. Ela é tão ácida que em apenas 20 minutos pode eliminar o esmalte dos dentes.

5. É composto por cafeína
Entre os muitos malefícios do refrigerante, a bebida é composta por cafeína. A substância pode prejudicar o desenvolvimento cognitivo e cerebral das crianças.

6. Tem potencial para causar diabetes
Como desequilibra os níveis de açúcar no sangue, as crianças que bebem Coca-Cola têm mais chance de desenvolver diabetes.

7. É tóxica
Há uma substância na Coca-Cola sobre a qual ninguém fala, que é glutamato monossódico. Ela é extremamente prejudicial ao cérebro.

8. Deixa o estômago inflamado
O equilíbrio alcalino do estômago é prejudicado pela ingestão regular do refrigerante, e isso causa inflamações e dores terríveis.

9. Deixa o corpo desidratado
Quem nunca bebeu Coca-Cola e sentiu sede? Ela é mais diurética que café e que chá, portanto provoca uma eliminação maior de liquidos e prejudica as funções digestivas.

10. Contém aspartame
Aspartame está presente na Coca-Cola e em muitos adoçantes. Isso é muito perigoso, pois pode acarretar problemas endócrinos.

11. Aumenta a pressão arterial
O aumento da pressão arterial já na infância faz com que crianças tenham insônia, além de propiciar problemas cardíacos no futuro.

12. Provoca mudanças de humor
Tanto a cafeína quanto o açúcar presentes Coca-Cola podem causar alterações de humor nas crianças. Isso pode provocar danos comportamentais e psicológicas.

13. Contribui para a obesidade
Um copo médio de Coca-Cola tem mais de 100% da quantidade diária de açúcar recomendada pelos nutricionistas. Se imaginar que raramente a criança bebe essa quantidade da bebida, as chances de desenvolver obesidade ao longo dos anos é grande.

14. Amarela os dentes
Cárie não é o único problema dentário causado pela Coca-Cola. Os ácidos presentes na bebida amarelam e desgastam os dentes.

15. Vira um vício
A Coca-Cola ativa sensações de prazer causadas pela dopamina. Isso vicia. Por isso quanto mais cedo a pessoa começar a beber esse refrigerante, mais rápido desenvolverá um vício que levará a problemas incontroláveis no futuro.


A partir de qual idade a criança pode tomar refrigerante?
Criança e refrigerante é uma combinação que não deve existir, sendo assim o ideal é não dar esse tipo de bebida a elas. Da mesma forma, evite você mesmo beber Coca-Cola e outros refrigerantes na frente de seus filhos, pois, como sabe, você é o modelo deles. Deixe para que no futuro, quando forem maiores, decidam sobre essa questão.

Eventualmente a criança pode ter contato com refrigerante na rua, principalmente na casa de amiguinhos. Infelizmente nem sempre você conseguirá controlar isso.

É IMPORTANTE QUE, PELO MENOS, VOCÊ CONVERSE COM A CRIANÇA E EXPLIQUE OS MALEFÍCIOS DOS REFRIGERANTES.

Experimente substituir a Coca-Cola e demais refrigerantes por água e sucos naturais sem açúcar. Essa é uma boa atitude, que deve ser iniciada desde o primeiro ano de idade, uma vez que cria um hábito na vida de seu filho. Em uma idade mais avançada e próxima da adolescência, pode definir um dia na semana apenas para ingerir esse tipo de produto.


E os sucos naturais, têm os mesmos malefícios do refrigerante?
Primeiramente entenda que sucos naturais contém frutose, o açúcar natural das frutas. Os médicos explicam, portanto, que até 1 ano de idade os sucos devem ser evitados. É importante entender que isso não é uma restrição, mas sim uma recomendação. Ingerir açúcar logo cedo produz muita insulina, o que pode gerar diabetes no futuro.

Até o primeiro ano de idade os médicos recomendam uma dose máxima de 100 ml de suco natural por dia, mas somente após as refeições principais. De 1 ano de idade aos 3, de 100 a 150 ml de suco natural por dia é recomendado, especialmente se forem feitos com as frutas da época. Isso evita colocar açúcar ou adoçante na bebida, uma vez que são mais doces.


A partir dos 3 anos a dose diária sobe para 240 ml no máximo. Os médicos alertam para que os sucos naturais sejam consumidos imediatamente após o preparo, porque os nutrientes ainda estão lá.