domingo, 17 de junho de 2018

A primeira papinha

A primeira papinha a gente nunca esquece!
Passa rápido... Já se foram seis meses onde o bebê foi alimentado exclusivamente com o leite materno. Estava tudo ali, nem água ele precisava. Mas agora o leite já não supre todas as necessidades do seu pequeno e chegou a hora da introdução das papinhas.


A primeira papinha a gente nunca esquece, por isso, esclareceremos aqui algumas dúvidas sobre o tema, com objetivo de deixar as mamães mais conscientes e preparadas para este especial momento do bebê.

Não tenha pressa!

Porque esperar seu bebê completar 6 meses para dar a primeira papinha?
Porque aos seis meses de idade a língua e todo mecanismo que possibilitará que seu bebê engula alimentos mais sólidos já está pronto para funcionar com eficiência, cadência e harmonia. Portanto, adiantar a primeira papinha não é recomendado.

A primeira papinha e a importância do "cadeirão".
Por volta dos seis meses o seu bebê já deve ter a habilidade de sustentar-se sentado. Recomenda-se o uso do "cadeirão" para que seja estabelecido um novo ritual, seguro e diferente do da amamentação. Se você colocar o pequeno na posição tradicional de amamentação, ele pode achar que será amamentado (ou que tomará mamadeira). Isso pode fazê-lo sentir que algo está errado e, muito provavelmente, seu bebê rejeitará a comida que lhe está sendo oferecida. 

O alimento começa a ser digerido na boca.
Até os 6 meses, o bebê tem o ímpeto de sugar e não o de reter o alimento na boca e mastigá-lo. Você já deve ter observado que qualquer coisa diferente que toca a língua do seu bebê ele, automaticamente, empurra para fora. Esse reflexo vai diminuindo gradualmente, até a chegada dos 6 meses.

Por volta dos 4 a 6 meses, antes da dos primeiros dentinhos começarem a apontar, os bebês começam a babar muito. Esta saliva, ou baba, é repleta de enzimas que os ajudará a digerir os novos alimentos que estão para ser introduzidos em sua rotina. 

A importância da maturação dos intestinos do bebê.
Os intestinos são responsáveis por filtrar as substâncias que podem nos oferecer algum "perigo", eliminando o que não é bom e retendo os nutrientes saudáveis para o nosso corpo. Nos primeiros meses do bebê esse "filtro" ainda não está pronto. É por volta dos 4 a 6 meses que o revestimento interno do intestino do bebê passa por um processo de desenvolvimento chamado fechamento, onde o revestimento se torna mais seletivo sobre o que deve ou não ser eliminado. Os intestinos do bebê estarão maduros, capazes de filtrar os alérgenos mais ofensivos, por volta dos 6 meses. Portanto, vale esperar o momento certo para a introdução das papinhas.

Caso o seu bebê tenha histórico de alergia alimentar na família, procure saber mais sobre e observá-lo ao oferecer alimentos aos quais membros da família são alérgicos.

Escolhendo o local para a nova rotina de alimentação do seu bebê
Os bebês gostam de imitar tudo o que observam, por isso, aconselha-se que o cadeirão do pequeno seja colocado no local onde a família faz as refeições. Certifique-se que ele estará longe de facas, garfos, fogo, ... enfim, tudo o que possa ameaçar a segurança do seu bebê. O lugar escolhido deve ser agradável, confortável e seguro para o pequeno.

Seu bebê pode até estranhar e rejeitar a primeira papinha mas, se o clima for agradável e seguro, ele certamente estará pronto para mais uma tentativa, até que o novo ritual entre em sua rotina.

Siga as considerações do seu pediatra sobre a ordem da introdução dos novos alimentos e festeje, seu bebê conquistou mais uma etapa!